afirsePT
descarregar texto pdf
  Apresentação Apresentação
De 18 a 20 de Fevereiro de 2010, teve lugar o XVIII Colóquio da Secção Portuguesa da AFIRSE/AIPELF, sob o tema Deontologia, Ética e Valores na Educação – Utopia e Realidade. O Colóquio constituiu a resposta ao apelo de participação no debate centrado nos resultados da investigação sobre a problemática ética, axiológica e deontológica em meios educativos e formativos, formais e não formais, feito nos seguintes termos: considerado por uns como um caminho de esperança fundamentada para um mundo melhor e mais equilibrado, embora considerado por outros como uma utopia inócua, o apelo ao reforço ou retorno à reflexão ética tem-se multiplicado em várias instâncias da vida social. Esse apelo ganha particular pertinência perante a actual crise que assola o mundo em que a quebra de ética e de valores desempenha um papel considerável.

Sendo evidente que esse reforço de preocupação ética não se faz sem o concurso da escola e da comunidade educativa, impõe-se conhecer como é que as escolas, no seu dia-a-dia, formam cívica e moralmente os seus alunos e os preparam para a reflexão ética, como são formados, neste domínio, os professores e outros profissionais com funções educativas/formativas, como é que eles tentam concretizar na sua acção boas intenções, por vezes, utópicas, decorrentes de certas pedagogias ou de leis gerais, como criam utopias a partir das suas acções no terreno, como constroem ou explicitam a sua deontologia…

Assim, propusemos como possíveis temáticas mais específicas a abordar:
Ética e Deontologia no Ensino Não Superior: Estratégias de desenvolvimento ético-moral de alunos | Pensamento ético e axiológico dos professores | Deontologias explícitas e implícitas
| A formação ético-deontológica dos professores (inicial e contínua).
Ética e Deontologia no Ensino Superior: Novas funções éticas na universidade: o bem do aluno
e a justiça social | Formação ética dos estudantes | A formação deontológica dos estudantes
para as futuras profissões | Ética profissional dos professores

Ética e Deontologia dos Sistemas de Educação Formal e Não Formal: Ética e políticas
educativas | Ética e administração da educação | Ética e avaliação | Formação ética de profissionais que intervêm no campo educativo | Deontologia dos profissionais com funções educativas (saúde, reinserção, mediação, gestão de recursos humanos…)

O colóquio contou com cerca de 400 participantes de várias nacionalidades (brasileiros, canadianos, espanhóis, franceses e mexicanos). A sessão de abertura foi presidida pelo Magnífico Reitor da universidade de Lisboa, Professor António Nóvoa, e contou com a presença
da representante do Instituto de Educação, Professora Maria Ângela Rodrigues, do Presidente Honorário da AFIRSE, Professor Gaston Mialaret, do Presidente da AFIRSE, Professor Louis Marmoz, da representante da Embaixada de França, Mme. Fabienne Lallement, do Presidente da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, Professor José Augusto Pacheco, do Coordenador da Unidade de Investigação em Ciências da Educação, Professor Rui Canário e do Presidente da Secção Portuguesa da AFIRSE, Professor Albano Estrela.

Realizaram-se três conferências, quatro mesas-redondas, dois simpósios e foram apresentadas duzentas comunicações.

O Colóquio, realizado por proposta dos investigadores do Projecto financiado pela FCT, intitulado Pensamento e Formação Ético-deontológicos de Professores, foi preparado por uma comissão constituída por: Albano Estrela (Universidade de Lisboa), Louis Marmoz (Presidente da AFIRSE), Maria Teresa Estrela (Universidade de Lisboa), Ana Paula Caetano (Universidade de Lisboa), Júlia Ferreira (Secção Portuguesa da AFIRSE), Maria de Lurdes Silva (Secção Portuguesa da AFIRSE), Joana Marques (Universidade de Lisboa) e Patrícia Figueiredo (Universidade de Lisboa). Da equipa do Projecto atrás referido, tiveram uma participação activa Maria Rosa Afonso e Mariana Areosa Feio.

As actas que agora se apresentam permitem-nos uma visão sobre o “estado da arte” no que se refere à reflexão e investigação ético-deontológica dos participantes, dando-nos testemunho da variedade das fontes multidisciplinares em que se fundamenta a reflexão e da pluralidade de abordagens, metodologias e técnicas que orientam as investigações empíricas realizadas, denotadoras de diferentes concepções epistemológicas hoje aceites nas ciências sociais em geral.

A organização das actas respeita a ordem de apresentação das conferências e mesas redondas, mas não a dos ateliês. O número de comunicações propostas obrigou, por razões de tempo, à constituição de um grande número de ateliês o que, por vezes, originou alguma fragmentação dos temas tratados e que, agora, foram reorganizados em grandes capítulos de que o índice dá conta.

Ainda sobre a organização das actas, impõe-se um esclarecimento: dos textos apresentados em português e espanhol é apresentado apenas o resumo em francês quando ele foi enviado pelos seus autores; das comunicações efectivamente realizadas, mas cujo texto não nos foi enviado, são apenas apresentados os respectivos resumos; sendo os textos da responsabilidade dos autores, não se procurou qualquer uniformização ortográfica ou sintáctica, limitando-nos, em geral, a reproduzi-los e a corrigir uma ou outra gralha mais evidente.

Finalmente, queremos deixar uma palavra de agradecimento a todos os participantes e a todas
as instituições que tornaram possível a realização deste Colóquio: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, FCT, AFIRSE, Educa, Embaixada de França, Porto Editora.
  Índice  
  Conferências  
  Mesas-Redondas  
  Simpósios  
  Ateliês  
  Organização